Descrição da imagem Descrição da imagem

"TRAÇOS A CORES" INITIATIVE

Cedro-do-mato

Cedro-do-mato, Juniperus brevifolia (Hochst. ex Seub.) Antoine

Endémica dos Açores

O cedro-do-mato é uma espécie endémica e emblemática dos Açores. Está presente em todas as ilhas do arquipélago, exceto na Graciosa, de onde já desapareceu. A qualidade e resistência da madeira do cedro-do-mato, reconhecidas desde a colonização do arquipélago, levou no passado ao abate de muitos exemplares desta espécie, mas hoje em dia a espécie está protegida pela Convenção de Berna (1979) e por legislação regional (Decreto Legislativo Regional n.º 15/2012/A de 2 de Abril).

Esta árvore esconde um segredo nas suas raízes: os fungos micorrízicos arbusculares! Trata-se de uma associação simbiótica que se estabelece nas raízes da árvore, isto é, a relação entre o fungo e a árvore é positiva para ambos. O fungo simbionte aumenta a capacidade de absorção de água e nutrientes (particularmente o fósforo) do cedro, proporcionando-lhe um maior crescimento e tolerância a fatores adversos, em troca de hidratos de carbono fotossintetizados. Por isso, na restauração de habitat naturais, a inoculação dos plantios com fungos micorrízicos pode melhorar a sobrevivência e o vigor vegetativo das plantas, contribuindo para um maior sucesso dos planos de restauração de habitats naturais nos Açores. Infelizmente, o cedro-do-mato está quase extinto em algumas ilhas (e.g., Santa Maria).

Esta ilustração inclui também uma característica geológica dos Açores: a sua origem vulcânica e o surgimento das várias ilhas em diferentes momentos (i.e., ilhas com diferentes idades). Aqui, as nove ilhas são representadas com uma escala de cores, as mais antigas mais escuras e as mais recentes mais claras.

Ilustração utilizada nas T-shirts e postais.

 

 

Azores juniperJuniperus brevifolia (Hochst. ex Seub.) Antoine

Endemic to the Azores

The Azores juniper is an endemic and emblematic species of the Azores. It occurs in all Azorean islands, except Graciosa, where it already went extinct. The quality and strength of its wood has been known since the colonization of the islands, which has led to the cut down of many specimens in the past. Nowadays this species is protected by the Berne Convention (1979), which aims to ensure the conservation of wild flora and fauna, and their natural habitats, and by regional law (Regional Legislative Decree No. 15/2012/A of April 2).

This tree hides a secret in its roots: mycorrhizae! Mycorrhizae are symbiotic fungi that develop around the roots of trees. Symbiotic means that the relationship between the fungus and the tree is positive for both. The Azores juniper provides carbohydrates to the fungus and the fungus helps the tree to capture water and nutrients from the soil more efficiently, allowing for faster growth. Therefore, inoculation of seedlings with arbuscular mycorrhizal fungi has been used in the Azores to increase the success of natural habitat restoration. Unfortunately, the Azores juniper is almost at the point of extinction in some islands (for example, Santa Maria).

This illustration also includes a geological feature of the Azores: its volcanic origin and island emergence at different moments. The nine islands are represented with a color scale, with the oldest in darker and the more recent being lighter.

Illustration used on T-shirts and postcards.

Others Resources